MTV Brasil

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

iBahia - Banda Canto dos Malditos na Terra do Nunca anuncia show com formação original

iBahia - Banda Canto dos Malditos na Terra do Nunca anuncia show com formação original

Hoje o Circuito Vermelho Rock Fest 10 anos



Circuito Vermelho  Rock Fest 10 anos

Já passaram pelo evento Letieres Leite com sua 
Orkestra Rumpilezz e bandas como Retrofoguetes, 
Baiana System, Berimbrown, Ronei Jorge e 
Os Ladrões de Bicicleta, Lazzo Matumbi, Mosiah e 
Rebeca Matta.

Local: Companhia da Pizza 

Data: 31/01/2012 18:00:00
Quatro bandas do cenário baiano irão se apresentar 
no Circuito Vermelho Rock Fest, 
que chega a sua décima edição como opção 
de diversão para o final do dia de Iemanjá. 
Para despertar a curiosidade de quem gosta 
das bandas locais, as atrações são surpresas 
e só serão reveladas na hora das apresentações.


Evento:  Circuito Vermelho Rock Fest 10 anos 
Data: 31 de janeiro de 2012 às 18h 
Local: Companhia da Pizza 
Atração: A definir na hora da apresentação 
Valor: Entrada Gratuita 

domingo, 29 de janeiro de 2012

Poema: Ao cair da Noite


Na estranha rua vazia,
avisto minha sombra.
Pensando encontrar um amigo,
para me acompanhar.
Nesta triste jornada não sei,
quanto tempo vou viver.
É triste ver um belo sorriso,
e ao mesmo tempo
aquele terrível choro.
Sempre haverá uma escuridão
dentro do meu coração,
que ninguém jamais arrancará de mim!


autor: Lord Bynho!

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

ESPECIAL : E se os personagens de ‘Street Fighter’ fossem reais...


E se os personagens de ‘Street 

Fighter’ fossem reais...






Os personagens de “Street Fighter” foram redesenhados com representações realistas pelos designers australianos Kode e Melbourne. Com fidelidade às características dos personagens, temos uma galeria de imagens que vale muito a pena ser vista. Confira!


Ryu

Alex

Balrog

Charlie

Ibuki

Ken

Killer Bee

Makoto

Hugo e Poison

Sakura

Zangief

Chun Li

Dhalsim

Rose

Sagat

Crimson Viper











Tirado do site:

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Minha conta do Orkut - Selos do Orkut

Minha conta do Orkut - Selos do Orkut

Um Castelo Medieval em pleno Paraíso Tropical - Praia do Forte/Bahia

Castelo da Praia do Forte - Bahia

O Castelo de Garcia D'Ávila, em Praia do Forte, litoral norte da Bahia, foi iniciado em 1551 e concluído em 1624. Suas ruínas estão entre as mais antigas do Brasil. 

Garcia D'Avila chegou ao Brasil na expedição de Tomé de Souza, em 1549, sendo nomeado o feitor e almoxarife da Cidade do Salvador e da Alfândega. 


Fundação também é responsável pela restauração, preservação e manutenção da Casa da Torre, única construção das Américas com caraterísticas medievais, erigida em 1551 no alto de Tatuapara e também conhecida como Castelo de Garcia D'Ávila.

A edificação, tombada pelo IPHAN em 1937, está inserida no Parque Histórico e Cultural, do qual também fazem parte o Sítio Arqueológico, a área no entorno destinada à realização de eventos e um Centro de Visitação com 1.700m², onde está exposta a maquete do Castelo e instalados salões para exposições, loja, salas para reunião, audio-visual e áreas administrativas.





Parque Histórico e Cultural, um complexo que compreende as ruínas da Casa da Torre (Castelo Garcia D'Ávila) e a área em seu entorno, um sítio arqueológico e um Centro de Visitação com 1.700m², formado por um amplo salão onde está exposta a maquete (modelo reduzido) do Castelo e espaços onde estão instaladas salas para exposições históricas e arqueológicas, loja, salão para áudio visual, belvedere e centro administrativo.

A  título de contribuição, é cobrada uma taxa para visitação, cuja arrecadação é destinada à manutenção e proteção das Ruínas, gerando empregos para a população nativa.

Ampliando suas atividades, o Parque oferece ainda excelente área para eventos, comportando cerimônias como casamentos, comemorações, aniversários, exposições e festas de empresas, obedecendo-se às regras comportamentais estabelecidas pelo IPHAN e pela Fundação.

Origens

A Casa da Torre tem suas origens na iniciativa de Diogo Álvares Correia, o Caramuru, casado com Catarina Álvares, a Paraguaçu, uma Tupinambá batizada na França com o nome de Catarina do Brasil - o primeiro casal cristão na colônia brasileira.

A descendência de ambos, através de Diogo Álvares Dias, filho de Genebra Álvares e Vicente Dias, natural de Beja, entrelaçou-se não apenas na progênie (Isabel de Ávila) de Garcia d'Ávila com a indígena Francisca Rodrigues, como na geração de Jerônimo de Albuquerque com a filha da aldeia de Olinda, Muira-ubi - Maria do Espírito-Santo Arcoverde. 

Vinculou-se, mais tarde, com os descendentes de Domingos Pires de Carvalho, casado com Maria da Silva; com a geração de Felipe Cavalcanti casado com Catarina de Albuquerque e com a descendência do casal José Pires de Carvalho - Tereza Vasconcellos Cavalcanti, de Albuquerque Deus-Dará, formando o arcabouço daaristocracia do Recôncavo Baiano.

Invasões Neerlandesas do Brasil e expansão

No contexto da segunda das invasões neerlandesas ao Brasil (1630-1654), o seu neto, Francisco Dias de Ávila Caramuru (c. 1621-1645), auxiliou na defesa, fornecendo homens e víveres: a Casa foi utilizada como refúgio temporário por Giovanni di San Felice, conde de Bagnoli, que assumiu o comando das forças portuguesas após o desastre na batalha de Mata Redonda (janeiro de 1636) (GARRIDO, 1940:83). 

Dos domínios da Casa da Torre, partiram as primeiras bandeiras sertanistas que introduziram a pecuária na região Nordeste do BrasilFrancisco Dias de Ávila II (c. 1646-1694), na segunda metade do século XVII, após dominar os Cariris, ampliou as fronteiras desse latifúndio familiar até os sertões de Pernambuco.

No século seguinte, o seu sucessor, Garcia de Ávila Pereira, atendeu solicitação do Governador-Geral D. Rodrigo da Costa (1702-1705), para substituir o antigo Forte da Praia, então desaparecido, e fez construir, às próprias expensas, o Forte de Tatuapara, em alvenaria de pedra e cal (Carta a Garcia d'Avila (3º) em 23 de agosto de 1704. in: 

"Anais do Arquivo Público da Bahia (Vol. VI)", p. 157-158. Documentos Históricos (Vol. XL), p. 180. apud: CALMON, 1958:150), hoje por sua vez desaparecido. Este morgado comandava, na ocasião, um Regimento de Auxiliares composto por três Companhias, com a função de guarnecer a costa entre o rio Real e o rio Vermelho (CALMON, 1958:130). De acordo com GARRIDO (1940), a sua artilharia teria sido completada em torno de 1710-1711 (op. cit., p. 83). Com a morte deGarcia de Ávila Pereira de Aragão em 1805, na ausência de herdeiros o morgadio da Torre passou para os Pires de Carvalho e Albuquerque (SOUSA, 1983:111).



Garoto chinês tem olhos que brilham no escuro e intriga médicos


Garoto chinês tem olhos que brilham no escuro e intriga médicos

Anomalia do menino permite que ele enxergue bem, até mesmo quando não existem fontes de luz no local.

Uma anomalia pouco comum está intrigando os médicos chineses que atendem o jovem Nong Youhui. O garoto chinês nasceu com olhos azuis – o que é muito raro entre os chineses – e uma incrível capacidade de enxergar no escuro – o que é raro entre qualquer povo. O mais fascinante é que os olhos do menino são como olhos de gato, pois brilham quando há pouca presença de luz.
O pai de Nong disse que, quando a criança era menor, os médicos falaram que os olhos do filho voltariam a ser pretos como o de qualquer outro chinês. Mas a criança cresceu e a anomalia não retrocedeu. O grande problema, para Nong Youhui, é relacionado às situações em que a luz é muito forte, pois os olhos azuis dele bloqueiam pouca luminosidade. O caso vem sendo estudado há anos, mas ainda não há respostas concretas dos cientistas.

sábado, 21 de janeiro de 2012

A TENDÊNCIA GÓTICA NO DESFILE DE '' OUTONO/INVERNO 2012 '' NO SPFW !!!


tendência gótica está no ar. Reinaldo Lourenço, no seu desfile de outono-inverno 2012 no SPFW realizado na Faap, também entra nessa onda na forma da catedral de Notre-Dame, que comemora 850 anos em 2013. Mas rola um mix: bruxas urbanas, osagrado e o profanoVersace + Mugler + Reinaldo, uma fórmula que dá em desfile poderosíssimo mostrando que a sensualidade da mulher é uma força da natureza pagã – tentativas de contenção e repressão desse poder sexual podem acontecer, inclusive religiosas, mas são em vão. 

Mesmo em looks mais fechados, mesmo com o peso do veludo ou o brilho artificial do verniz, o corpo está ali embaixo, presente e arfante, assim como a atração irresistível que pode levar os homens à loucura, à guerra – a cigana Carmen e Helena de Tróia são apenas dois exemplos. E na moda, de fato: aestampa de vitral coloridíssima, os capuzes (chiquérrimos, e mais ousados quandoassimétricos), o contraste entre sedas e crepes leves com pele de peso bemquentinha, os vazados tipo janelas com martingales e botões de cristal (os mais fechados, como o de manga longa, são militaristas e fetichistas – o couro vermelho é quase sadomasô!). O desfile quase inteiro preto devolve a “cor” pro espaço central no coração dos fashionistas. Destaque também pras parcerias: as joias com Jack Vartanian com ágata preta, ônix e diamante negro; o sapato com a Shoes4you tipoDorothy de “O Mágico de Oz” (cristais vermelhos no cetim); a bolsa de Brunete Fraccaroli tipo relicário; e os esmaltes da Risqué. (Jorge Wakabara)

Ellus mostrou no SPFW uma coleção de outono-inverno 2012 inspirada nos piratas nórdicos, os vikings! O desfile teve direito até a uma miniorquestra – que ditou o ritmoda passarela. Com altas pitadas do heavy metal, a marca apostou no couro, no preto, nas luvas, além de rendados e metalizados. Quer ver o rock viking da Ellus? Clica na galeria!

sagrado e o profano dividiram a passarela de outono-inverno 2012 de Reinaldo Lourenço. O estilista se inspirou na catedral Notre Dame – assim como a Triton, já viu? -, que completa 850 anos em 2013, pra desenvolver uma coleção cheia detransparências, veludos, cristais e estampas recriando os famosos vitrais do cartão-postal de Paris.

estilo gótico da catedral de Notre-Dame em Paris foi apenas uma das referências desse desfile de outono-inverno 2012 cheio de grafismos arquitetônicos da Triton. Asestampas mais emblemáticas são a do começo, com arcos se referindo às abóbadas da arquitetura do local em amarelo, laranja e negro – espírito Versace total. 

Aliás, areleitura da Versace (em clima geek da Givenchy ou conjuntinho total da D&G) virou a nova referência mor nos desfiles brasileiros, e com resultados bem mais interessantes que o pradismo da temporada passada no que se refere a soluções criativas e universo imagético mais rico. 

Mais destaques da Triton: o conjuntinho estampado de look emochila, que ainda ganha uma bolsa de couro na mão (a menina Triton tem muita coisa pra carregar!); a saia-lápis de garota brincando de adulta usada de maneira muito charmosa com o chemise (a ponta da camisa aparece de leve lá em baixo, bem lolita); 

esse recorte da faixa lateral da calça que sobe e vira horizontal perto do cós (também apareceu no desfile de Pedro Lourenço); as lindas estampas lenço; os babadinhos, obasque estilizado, o plisado atrás que dão um charme novo a vestidos, calças e saias; o poá 3D do tricô; e finalmente o bordado em ondas no fim, très chic, très nouveau gothique. (Jorge Wakabara).


Ocorreu um erro neste gadget